Comitê da Construção Civil debate as conseqüências sociais após os acidentes de trabalho

O Comitê Permanente Regional sobre Condições e Meio Ambiente do Trabalho na Indústria da Construção de Piracicaba (CPR) promove debate nesta sexta-feira, dia 11 de outubro, sobre “As conseqüências sociais dos acidentes de trabalho” no setor. O debate acontece a partir da palestra que a doutora em saúde coletiva, especialista em ergonomia e socióloga do Cerest Piracicaba, Mara Takahoshi, fará sobre este tema, a partir das 9 horas, no Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Piracicaba, localizado na rua José Pinto de Almeida, 295.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Piracicaba, Milton Costa, explica que palestra faz parte de um ciclo de atividades desenvolvida pelo CPR, mensalmente, como forma de capacitar profissionais que atuam no setor da construção civil em Piracicaba e região. No caso específico desta palestra é debater especificamente a situação do trabalhador após sofrer acidente de trabalho. “É um problema que temos que debater para apontarmos caminhos visando solucionar esta situação”, ressalta.

O atual coordenador do CPR é Willam Alves, que também tem na sua coordenação Marcos Hister, do Cerest, e Tatiana Vaz Lourenço, técnica de segurança da Tratenge Construtora.

COMITÊ DE SEGURANÇA — Em Piracicaba, o CPR foi criado em agosto de 2003, e funciona com a participação de representantes dos trabalhadores, governo, empresários e de escolas técnicas, sendo vinculado ao Comitê Permanente Regional – Estadual, com a finalidade de estudar, inclusive “in loco” e propor medidas para o controle e a melhoria das condições e dos ambientes de trabalho na indústria da construção, assim como realizar a coleta de dados sobre acidentes de trabalho e doenças ocupacionais na indústria da construção, visando estimular iniciativas de aperfeiçoamento técnico de processos construtivos de máquinas, equipamentos, ferramentas e procedimentos nas atividades da indústria da construção.