Comitê da Construção debate norma de desempenho ABNT NBR 15575:2013 na segurança das edificações.

O Comitê Permanente Regional sobre Condições e Meio Ambiente do Trabalho na Indústria da Construção de Piracicaba (CPR) recebe nesta manhã de sexta-feira, 15 de março, o engenheiro civil de segurança do trabalho, Alexandre Pontes e Costa, que abordará norma de desempenho ABNT NBR 15575:2013 na segurança das edificações. O evento acontece a partir das 9 horas, na sala 4 da Pós Graduação da Fundação Municipal de Ensino de Piracicaba (Fumep).

A ABNT NBR 15.575 – Desempenho de Edificações Habitacionais, publicada em 19 de fevereiro de 2013, como destaca o presidente do Sinticompi (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Piracicaba), Milton Costa, é um divisor de águas na construção civil brasileira, pois obriga as construtoras a conceberem e executarem as obras para que o nível de desempenho especificado em projeto seja atendido ao longo de uma vida útil. “A adoção da Norma pelas empresas implica em uma nova metodologia de se projetar edificações, que ainda precisa ser compreendida pelos profissionais do mercado. O bom desempenho é o atendimento das necessidades humanas e a sua tradução técnica está parametrizada internacionalmente há muitos anos em diversos requisitos: estabilidade estrutural, segurança contra incêndio, desempenho térmico, acústico, lumínico, conforto tátil e antropodinâmico, dentre outros. O tema é complexo, envolve a cadeia produtiva como um todo, mas já existem muitas experiências bem sucedidas em todo o mundo na aplicação do conceito de desempenho: é a melhor forma de se melhorar a qualidade das construções”, enfatiza.

Em Piracicaba, o CPR foi criado em agosto de 2003, e as reuniões e palestras são voltadas a discutir medidas e normas visando a ampliar a segurança no setor da construção civil, e conta com a participação e apoio do Sinticompi. Na cidade, o CPR atua de forma tripartite, com a participação de representantes dos trabalhadores, empresários, poder público, como o Cerest (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador) e Ministério do Trabalho, e também das escolas técnicas, tendo atualmente como coordenador coordenado pelo engenheiro Eduardo Buoso, do Cerest (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador).

O presidente do Sinticompi, Milton Costa, destaca a importância do trabalho desenvolvido pelo CPR. “É a partir das discussões que acontecem nestes encontros, buscamos tirar proposta para ajudar a definir ações para combater ações que ferem a legislação estabelecidas em normas de segurança e garantir que o trabalhador da construção civil atue de forma segurança, sem colocar sua saúde e segurança em risco”, destaca o líder sindical.

 Vanderlei Zampaulo – MTb-20.124