Comitê de Segurança debate “agravos à saúde dos trabalhadores da construção civil”

O Comitê Permanente Regional sobre Condições e Meio Ambiente do Trabalho na Indústria da Construção de Piracicaba (CPR) promove nesta sexta-feira, 13 de setembro, debate com o tema “Agravos à Saúde do Trabalhador da Construção Civil”, que será ministrada pela médica do trabalho, especialista em ergonomia e mestre em educação, Ecléa Bravo. O evento está marcado para as 9 horas, na sede do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Piracicaba, localizado na rua José Pinto de Almeida, 295.

Conforme o presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Piracicaba, Milton Costa, a palestra faz parte da proposta do CPR de debater e propor medidas que visem ampliar a segurança no setor da construção civil. Em Piracicaba, o CPR foi criado em agosto de 2003, e funciona com a participação de representantes dos trabalhadores, governo, empresários e de escolas técnicas, sendo vinculado ao Comitê Permanente Regional – Estadual.

O atual coordenador do CPR é William Alves, representante dos empregadores. Compõe o CPR, ainda, além de Milton Costa, Marco Hister, representando o Cerest (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador), e Tatiana Vaz Lourenço, subcoordenadora.