Comitê de Segurança na construção civil debate responsabilidade civil e criminal em acidentes fatais

O Comitê Permanente Regional sobre Condições e Meio Ambiente do Trabalho na Indústria da Construção de Piracicaba (CPR) discute nesta manhã de sexta-feira, 17 de novembro, “Responsabilidade Civil e Criminal em acidentes fatais de trabalho”. O evento acontece na Fundação Municipal de Ensino de Piracicaba (Fumep) – avenida Monsenhor Martinho Salgot, 560, bairro Areião – bloco da pós-graduação (sala 2), a partir das 9 horas, e será marcado pela palestra do advogado Carlos Roberto Martins, especialista no assunto.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Piracicaba, Milton Costa, destaca a importância do tema a ser abordado, uma vez que Piracicaba registrou no ano passado oito acidentes fatais, enquanto que somente a presente data um total de 10. “Os números mostram que os acidentes continuam ocorrendo e, pior, crescendo os com óbitos, apesar de todo trabalho desenvolvido, tanto pelos sindicatos como pelos órgãos fiscalizadores”, destaca.

O CPR é coordenado por  Marcelo Marques, representante da Ascopi (Associação das Construtoras de Piracicaba) no Comitê, que atua de forma tripartite, com a participação de representantes dos trabalhadores, empresários, poder público, como o Cerest (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador) e Ministério do Trabalho, e também das escolas técnicas. O CPR foi criado em Piracicaba em agosto de 2003, e é vinculado ao Comitê Permanente Regional – Estadual. O comitê tem reunião mensal e promove  palestras e debates  para discutir medidas e normas voltadas a ampliar a segurança no setor da construção civil.

Vanderlei Zampaulo – MTb-20.124