Eleita a primeira diretoria da Associação das Empresas de Móveis e Marcenarias de Piracicaba

Bernadete Purcini, Heber Alvarenga, Simone Paladino, Clarisse Bragantini, MIlton Costa, Antenor Varolla, Luiz Pissinatto, Rodrigo Seguezze, Kleisson D Angeli e Edson Batista SantosEm solenidade nesta manhã de segunda-feira, 10 de dezembro, foi eleita, por unanimidade, a primeira diretoria da Associação das Empresas de Móveis, Marcenarias, Urnas e Artefatos de Madeira de Piracicaba e Região (Assomarc), que havia sido oficializada no último dia 28 de agosto, em encontro no Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Piracicaba (Sinticompi). A eleição aconteceu no salão nobre da Câmara de Vereadores de Piracicaba em evento coordenado pelo presidente do Sinticompi, Milton Costa, e que contou com a participação do gerente regional do Ministério do Trabalho, Antenor Varolla, e da coordenadora do Cerest (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador), Clarisse Bragantini, e de representantes de empresas dos setores.

A primeira diretoria da Assomarc tem como presidente Luiz Carlos Pissinatto (Lucap) e como diretores Bernadete Aparecida Purcini (Máster Móveis), Heber Lúcio Alvarenga (HR Planejados), Rodrigo Seguezze (Marcenaria Seguezze) e Kleison D´Angeli (Via Marcenaria). No encontro, o presidente do Sinticompi, Milton Costa, voltou a enfatizar que a criação desta associação visa a organização do setor, inclusive para a disputa do mercado. “A criação desta associação ajudará a organizar o setor, que sofre com diversos problemas, mas principalmente com a concorrência desleal, uma vez que há quem trabalhe nesse segmento desrespeitando a legislação trabalhista, deixando trabalhador sem registro em carteira, sem recolhimento da Previdência Social e não respeitando nem as normas de segurança”, destacou Milton Costa.

10-12-18-Reunião que marcou a eleição da primeira diretoria da Associação das Marcenarias de PiracicabaO gerente regional do Ministério do Trabalho, Antenor Varolla, também destacou a importância da organização do setor, uma vez que a cidade acaba adquirindo cerca de 60% dos produtos de marcenarias de outras regiões, principalmente do sul do país. “A ideia é de que este segmento também se estruture e se formalize como um todo”, disse. Para a coordenadora do Cerest, com certeza, a organização do setor também contribuirá para a melhoria das condições de trabalho, tanto na questão de saúde como de segurança. “A criação desta associação contribui para a troca de experiências”, conta.

A estimativa é de que em Piracicaba e região atuem cerca de 300 empresas e mais de três mil trabalhadores atuando nestes setores, que são representados pelo Sinticompi. “A criação desta associação vai fortalecer e organizar o setor, o que possibilitará também uma melhor valorização do trabalhador deste segmento, como já ocorre nos demais setores que se organizaram”, destaca Milton Costa.

10-12-18-Autoridades e proprietários e representantes das empresas que participaram do processo de eleição da primeira diretoria da AssomarcEm Piracicaba, com o apoio do Sinticompi, já foram criadas e funcionam plenamente as Associações das Construtoras de Piracicaba (Ascopi); Associação das Empresas de Granito e Mármores de Piracicaba (Assogram) e a Associação das Olarias e Cerâmicas Vermelhas de Piracicaba (Assocerv).

Vanderlei Zampaulo – MTb-20.124